Fernando Ferraz, vice-presidente de Operações da Akaer (Crédito: Divulgação/Akaer)

Akaer destaca a importância da transformação digital na SciBiz Conference

Durante a SciBiz Conference 2024, o vice-presidente de Operações da Akaer, Fernando Ferraz, destacou a importância da transformação digital no painel “Prioridades e Desafios da Transformação Digital no Brasil”. O evento, que ocorre na USP em São Paulo, reuniu importantes líderes e especialistas para debater os desafios e oportunidades da transformação digital no mercado brasileiro.

Perspectiva de Fernando Ferraz

A transformação digital como mudança cultural e não apenas tecnológica

Fernando Ferraz enfatizou que a transformação digital vai além da simples automação de processos e uso de aplicativos. Ele destacou que a verdadeira mudança ocorre na gestão das informações e na integração e otimização dos processos internos. Essa transformação cultural envolve todos os setores da empresa, promovendo um ambiente de contínua evolução e adaptação.

Exemplos de implementação na Akaer: ferramentas CAX e PLM, adaptação e expansão para manufatura

Ferraz compartilhou a trajetória da Akaer, que desde os anos 90, nasceu digitalizada com o uso intenso de ferramentas CAX e PLM para desenvolvimento de produtos. Ele mencionou que, apesar desse início digital, a empresa precisou investir significativamente para se adaptar quando expandiu suas atividades para manufatura, montagem e integração de produtos. Esse esforço culminou na entrada da Akaer no seleto grupo de fornecedores Tier 1 para aeroestruturas e sistemas especiais.

Desafios e oportunidades da integração total de processos

O vice-presidente destacou os desafios enfrentados pela Akaer na implementação de soluções integradas de ponta a ponta. A empresa iniciou um projeto de quatro anos de P&D para desenvolver e implementar essas soluções, que agora permitem uma integração total desde a concepção do produto até seu fim de vida, envolvendo todas as fases e atores. Essa integração não só aumenta a eficiência e a competitividade, mas também cria novas oportunidades de inovação e excelência contínua.

About marcelo barros

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

Check Also

SANÇÃO DA LEI Nº 8.470/2024 INCLUI DIA DO PORTO NO CALENDÁRIO OFICIAL DO RIO

A PortosRio anunciou a sanção da Lei nº 8.470/2024, que inclui o Dia do Porto …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *