exército australiano quer usar bicicletas elétricas em missões furtivas

0
25

Google News

O exército australiano está testando as primeiras bicicletas elétricas para fins de combate — as e-bikes B-52, da empresa conterrânea Stealth Electric Bikes. As “magrelas de guerra” serão usadas pelos militares da Austrália para missões de reconhecimento furtivas, em conjunto com os veículos de combate blindados Boxer.

O nome da bicicleta está certamente ligado ao icônico avião Boeing B-52 Stratofortress, bombardeiro estratégico subsônico de longo raio de ação. Pela característica silenciosa, as e-bikes terão como parte da função de mobilidade armada evitar a detecção pelas forças inimigas.

Um motor central de 6,2 kW alimenta a bicicleta elétrica da Stealth, oferecendo à magrela militar uma velocidade máxima de 90 km/h. As tropas australianas conseguem obter um alcance bem alto com as e-bikes, que são capazes de rodar por um raio de até 100 km em terreno plano.

Segundo os militares, além de menos ruído, as bicicletas permitem aos soldados poderem viajar mais longe em um período de tempo menor, com menos poeira que a criada pelas motocicletas tradicionais.

“Magrelas de guerra” são mais práticas e silenciosas, afirma militar

A infantaria montada do estado australiano de Queensland fez os testes com várias unidades da e-bike B-52 em uma área de treinamento de campo. O cabo Thomas Ovey foi um dos primeiros soldados a abrir caminho para a novidade em duas rodas. Ele explicou as vantagens que as e-bikes forneciam ao coletar informações no campo de batalha.

“Ela nos permite proteger as informações, sejam elas informações que as pessoas encontraram no campo de batalha ou mesmo se uma das tropas tirar fotos com seus telefones e quiser enviá-las de volta ao quartel-general”.

“Somos chamados, tiramos as bicicletas furtivas, vamos até o local e pegamos as informações. É muito mais rápido”, completa. “Cobrimos mais terreno com muito mais rapidez e isso economiza tempo em vez de esperar que as tropas venham até nós quando encontrarem algo”.

Adrenalina a mais no front

Além de ser mais fácil e rápido tirar as e-bikes do blindado e voltar para a tropa, a bicicleta auxilia no reconhecimento de linhas de riachos, para que os soldados determinem se podem passar o veículo pesado. “É muito mais eficaz do que uma motocicleta padrão”.

Um relatório de teste sobre o potencial emprego de e-bikes de reconhecimento furtivo nas brigadas de combate será fornecido até o final do ano. Para o cabo Ovey, além da melhoria militar, as e-bikes da Stealth serão bem-vindas para garantir a adrenalina nas missões. “Todos nós entramos para o Exército para encontrar um pouco de emoção”, disse.

Fonte: Olhar Digital

Fonte: Defesa em Foco

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here