Home Notícias Leonardo fecha contrato de segurança cibernética para proteger a agência europeia eu-LISA

Leonardo fecha contrato de segurança cibernética para proteger a agência europeia eu-LISA

0
Leonardo fecha contrato de segurança cibernética para proteger a agência europeia eu-LISA

blank

Google News

A Leonardo irá monitorar e gerenciar operações de segurança cibernética que protegem a infraestrutura corporativa de tecnologias da informação na eu-LISA, a agência digital da União Europeia, pioneira na gestão de fronteiras e segurança interna da Europa. Em parceria com o CRI Group (Computer Resources International Group) – empresa europeia especializada em serviços e tecnologias de TI que faz parte do grupo internacional espanhol VASS, líder de mercado em serviços da mesma categoria – a Leonardo entregará o segundo lote do contrato de framework para o fornecimento de ICT gerenciado e serviços corporativos de segurança de TI para a eu-LISA. A agência é responsável, entre outras coisas, pela gestão operacional de sistemas de TI de grande escala que são essenciais para a implementação das políticas europeias de asilo, gestão de fronteiras e migração na Europa

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

blank

O contrato tem duração de cinco anos e inclui o fornecimento de serviços integrados de segurança cibernética para proteger todos os escritórios da eu-LISA incluindo sua sede em Tallinn, na Estônia, o centro de operações em Estrasburgo, França, o escritório de negócios em Sankt Johann im Pongau, Áustria, e o escritório de cooperação, localizado em Bruxelas.

“Estamos muito orgulhosos de sermos escolhidos para gerenciar este importante contrato, uma decisão que reforça o papel de Leonardo como um parceiro confiável na indústria quando se trata de garantir ativos estratégicos europeus”, disse Tommaso Profeta, diretor-gerente da Divisão de Soluções Cibernéticas e de Segurança da Leonardo. “Nossa expertise vem da proteção cibernética diária somadas ao nosso know-how tecnológico e mais de 100 mil usuários de infraestrutura crítica em todo o mundo. Graças a isso, a Leonardo está a serviço de instituições e empresas na transformação digital segura dos processos, visando a inovação contínua em conformidade com as diretrizes europeias”.

Para a segurança cibernética da eu-LISA, a Leonardo adotará um sistema com abordagem multidisciplinar, permitindo a implementação de uma estratégia de governança, controle e organização das atividades de segurança cibernética, e o monitoramento contínuo dos ativos. A empresa fornecerá serviços de TI para defesa do perímetro, garantindo a atualização contínua da tecnologia para permanecer eficiente e eficaz, além de gerenciamento de proteção de ponta a ponta e segurança de infraestruturas-chave públicas (PKI) para a defesa de dados confidenciais de usuários, dispositivos e aplicativos.

O Centro de Operação de Segurança Global (SOC) da Leonardo será utilizado para analisar continuamente vulnerabilidades e ameaças, além de identificar a melhor abordagem para fornecer segurança cibernética, levando em conta as especificidades da infraestrutura e as melhores práticas em nível global. Os ativos de TI serão monitorados 24 horas por dia para antecipar ataques, identificar e responder efetivamente a incidentes e mitigar quaisquer impactos.

O contrato fortalece a parceria entre a eu-LISA e a Leonardo, que apoia a agência desde 2019 na implementação de medidas de segurança para seu novo Sistema de Entrada/Saída (EES). Essa plataforma, cibernética segura por design, registrará os dados de cidadãos não-europeus que cruzam as fronteiras externas do bloco, melhorando a eficácia e a eficiência dos controles e da segurança dos países europeus.

Fonte: Defesa em Foco

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here