Exército dos EUA e BAE Systems Avançam com Contrato para Obuseiros M777

A BAE Systems, em uma movimentação estratégica significativa, assinou um acordo com o Exército dos Estados Unidos para a retomada da produção das estruturas principais do obuseiro leve M777. Este acordo, formalizado sob uma Ação de Contrato Não Definida (UCA), tem um valor inicial limitado a US$ 50 milhões. Essencialmente, o modelo UCA possibilita à BAE Systems iniciar as entregas enquanto os detalhes finais do contrato são acertados.

A Importância Estratégica do M777

O M777 é um obuseiro leve de 155 mm, notável por sua eficiência e mobilidade. A BAE Systems planeja empregar sua cadeia de suprimentos no Reino Unido e nos EUA para produzir as estruturas de titânio, que são vitais para a construção do canhão. A expectativa é que as primeiras unidades sejam entregues em 2025. O interesse crescente pela Europa, Ásia e Américas no M777 evidencia a relevância desse sistema de armas no cenário global de defesa.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Repercussões Geopolíticas e Comerciais

Este novo contrato é um marco para a indústria de defesa, criando as condições ideais para o reinício da produção do M777 no Reino Unido. Além disso, abre portas para que novos e atuais usuários se engajem em uma iniciativa de produção renovada, potencializando as economias de escala. Países como EUA, Canadá e Austrália já doaram M777s para a Ucrânia, sublinhando a importância estratégica dessas armas em operações militares atuais.

A Evolução Tecnológica do M777

John Borton, vice-presidente e gerente geral da BAE Systems Weapons Systems UK, ressaltou a relevância do M777, especialmente em operações na Ucrânia. A capacidade do M777 de combinar reação rápida, peso reduzido e eficácia comprovada em combate, o torna um equipamento de artilharia único. O obuseiro está em serviço ativo em diversos países, incluindo Estados Unidos, Ucrânia, Austrália e Índia, destacando-se como o único obuseiro leve de 155 mm comprovado em combate.

Fonte: Defesa em Foco