Saab Amplia Defesa Antiaérea da Suécia com Pedido de MSHORAD

Em um movimento estratégico para fortalecer suas capacidades de defesa, a Suécia, através da Administração Sueca de Material de Defesa (FMV), fez um pedido significativo à Saab para o sistema de defesa antiaérea móvel de baixa altitude MSHORAD. Este pedido, registrado no quarto trimestre de 2023, cobre o período de 2024 a 2026, com um valor aproximado de 300 milhões de coroas suecas, marcando um passo importante na modernização das capacidades de defesa da Suécia.

Integração e Versatilidade: O MSHORAD nas Forças Armadas Suecas

O sistema MSHORAD será integrado às viaturas blindadas BvS10, demonstrando uma combinação de mobilidade e poder de fogo. Esta aquisição permitirá que a FMV e as Forças Armadas Suecas avaliem e definam os futuros requisitos de defesa antiaérea móvel do país, reforçando a capacidade de resposta rápida e eficaz contra ameaças aéreas modernas.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Um Sistema Avançado para um Campo de Batalha Moderno

O MSHORAD, destacado por sua mobilidade e eficácia, é capaz de identificar, engajar e destruir ameaças aéreas, incluindo Sistemas de Aeronave Remotamente Pilotada (SARP) e helicópteros blindados. O sistema consiste em uma unidade de radar móvel, baseada no radar Giraffe 1X, e uma unidade de tiro móvel, utilizando o RBS 70 NG. Todas estas componentes estão interligadas com a solução de comando e controle de defesa antiaérea da Saab, GBAD C2, oferecendo uma solução integrada e eficiente para o campo de batalha.

Orgulho e Confiança: A Saab e a Defesa Sueca

Görgen Johansson, chefe da área de negócios Dynamics da Saab, expressou orgulho na decisão da Suécia de adotar o MSHORAD da Saab para fortalecer sua defesa antiaérea. Este pedido reflete a confiança no avançado sistema de defesa da Saab e seu papel crucial na proteção das forças no campo de batalha, contribuindo para a segurança e soberania nacional da Suécia.

Fonte: Defesa em Foco