Home Notícias ICEYE coloca em órbita os dois satélites brasileiros que serão operados pela Força Aérea Brasileira

ICEYE coloca em órbita os dois satélites brasileiros que serão operados pela Força Aérea Brasileira

0
ICEYE coloca em órbita os dois satélites brasileiros que serão operados pela Força Aérea Brasileira

blank
Foto: SpaceX

Google News

A ICEYE, líder global em monitoramento persistente através de imagens radar e perita em soluções referentes a inundações e catástrofes naturais, lançou com sucesso cinco novos satélites SAR, dois dos quais serão operados pela Força Aérea Brasileira. Todos foram lançados na missão Falcon 9 de lançamento compartilhado de pequenos satélites via EXOLAUNCH da SpaceX, a partir de Cabo Canaveral, na Flórida. A comunicação com cada satélite já foi estabelecida com sucesso. Desde 2018, a ICEYE e a ICEYE US já colocaram em órbita 21 satélites, incluindo tanto missões comerciais quanto para clientes específicos.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

Dois dos satélites lançados foram fornecidos diretamente para o Governo brasileiro, e serão operados pela FAB em suporte aos objetivos ambientais e de segurança nacional, sendo de emprego dual, ou seja, civil e militar. Devido ao tempo prevalente no Brasil, com até oito meses de céus nublados por ano, os satélites SAR, que podem “ver” o solo durante a noite ou através de nuvens, têm uma vantagem importante na coleta de informações para possibilitar ações subsequentes. Devido ao seu uso civil e militar, as imagens coletadas pelos satélites serão úteis para uma série de instituições, como Ministério da Defesa, Comandos da Aeronáutica, Marinha e Exército, Ministério do Meio Ambiente, Ministério da Agricultura, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, Ministério da Infraestrutura, Ministério da Justiça, Ministério das Minas e Energia, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal etc.

A constelação de satélites da ICEYE é projetada para prover aos clientes imageamento confiável e contínuo, com rápida detecção e acompanhamento de mudanças na superfície da Terra, independentemente da hora ou das condições meteorológicas. Essa capacidade é vital para emprego governamental e comercial em vários setores, incluindo seguros, resposta e recuperação por ocasião de catástrofes naturais, segurança nacional, defesa, socorro humanitário e monitoramento de mudanças climáticas.

blank
Foto: SpaceX

A empresa considera que existe uma tendência mundial por parte dos governos para aproveitar e integrar totalmente as tecnologias de sensoriamento remoto em suas arquiteturas de coletas de informações. O Brasil vai se beneficiar muito da capacidade dos radares de “verem” o solo independentemente da hora e das condições meteorológicas. Através do estudo das mudanças na superfície terrestre observadas através da comparação de imagens sucessivas de uma determinada área, será possível a obtenção, em curto espaço de tempo, de informações que possibilitem o rápido acionamento da melhor resposta para cada situação específica.

“Em poucos anos, a equipe da ICEYE já lançou 21 pequenos satélites de imageamento radar, o que é uma notável feito”, declarou Rafal Modrzewski, CEO e cofundador da ICEYE. “O mundo precisa mais do que nunca dessas fontes de dados verdadeiros e objetivos. Com esse lançamento, teremos expandido o desempenho e a capacidade de fornecer suporte adicional aos nossos clientes e ao crescimento dos nossos mercados verticais, atuais e emergentes.”

“Queremos trazer o Brasil para o protagonismo que ele merece e democratizar o uso do espaço. Vemos na região um grande potencial intelectual com diversas possiblidades de desenvolvimento de novas tecnologias. Temos total interesse em nos estabelecer no país e torná-lo um Hub para a América Latina”, comenta Ana Paula Cordeiro, diretora regional da ICEYE para América Latina para o desenvolvimento de negócios e vendas.

blank
Foto: SpaceX

Ainda esse ano, a ICEYE planeja adicionar até cinco novos satélites à sua constelação, incluindo mais satélites fabricados pela ICEYE US.

www.iceye.com.

Fonte: Defesa em Foco

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here