Home Notícias NUCLEP participa do Fórum Internacional ATOMEXPO 2022, na Rússia

NUCLEP participa do Fórum Internacional ATOMEXPO 2022, na Rússia

0
NUCLEP participa do Fórum Internacional ATOMEXPO 2022, na Rússia

blank

Representada pelo seu presidente CA (RM1) Carlos Henrique Silva Seixas, a NUCLEP, empresa criada para atender o Programa Nuclear Brasileiro e única Indústria Nacional capacitada à construção e manutenção dos equipamentos nucleares mais estratégicos do Brasil, demonstra mais uma vez sua força e valor ao fazer parte da Delegação Brasileira que participa hoje (21) e amanhã, na Rússia, da ATOMEXPO 2022.

O Fórum Internacional ATOMEXPO, promovido em parceria com a Rosatom, é o principal evento da indústria nuclear mundial. Realizado anualmente, é a maior exposição e plataforma de negócios para discutir o estado atual da indústria nuclear e definir tendências futuras.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

blank

A Delegação Brasileira é liderada pelo presidente da ENBPar, VA (RM1) Ney Zanella dos Santos, e composta ainda pelo do Diretor da INB, Rogério Mendes Carvalho, acontece no Parque de Ciência e Arte de Sirius, primeiro território federal da Rússia localizado na costa do Mar Negro, e conta como Conselheiros anfitriões o VP da Rosatom da América do Sul, Ruan Nunes e o Assessor Estratégico, Sergei Kiriyenko.

A viagem se dá à convite da Rosatom após a assinatura em setembro, durante a 66ª Conferência Geral da IAEA, em Viena, Áustria, de um memorando com a ENBPar que busca cooperação para estimular energia nuclear segura no Brasil e Rússia.

O Fórum, frequentado por executivos das principais empresas que trabalham na indústria nuclear global, agências governamentais, organizações internacionais e não comerciais e especialistas de renome, oferece uma grande oportunidade para networking, contatos e assinatura de convênios e contratos de parceria.

Para o presidente CA (RM1) Seixas, o evento é uma oportunidade ímpar para que a NUCLEP possa se aproximar ainda mais da Rosatom. “Tenho a perspectiva de fomentar uma parceria em que a Rosatom utilize a nossa NUCLEP como uma fábrica de componentes pesados para a América Latina. A Rosatom, por exemplo, tem a tecnologia para os Small Reactors (SMRs). A minha proposta será no sentido de que possamos fabricar os SMRs em nossa caldeiraria, baseados nos projetos desenvolvidos pela Rosatom”, afirmou.

Na próxima quarta-feira (23), a Delegação estará em Moscou onde visitará as instalações e fará reuniões na sede da Rosatom.

Fonte: Defesa em Foco

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here