Home Notícias Pauta ESG avança na Taurus no 3T22 e ações são realizadas com o intuito de consolidar a cultura na empresa

Pauta ESG avança na Taurus no 3T22 e ações são realizadas com o intuito de consolidar a cultura na empresa

0
Pauta ESG avança na Taurus no 3T22 e ações são realizadas com o intuito de consolidar a cultura na empresa

blank

No 3º trimestre de 2022, a Taurus empenhou grandes esforços no desenvolvimento e consolidação de ações quanto à pauta ESG (sigla em inglês para “ambiental, social e governança corporativa”).

A indústria estratégica de defesa, no qual a Taurus é integrante e se destaca, tem papel importante na segurança nacional, na economia e no apoio e desenvolvimento de novas tecnologias, temas extremamente relevantes quando se trata dos pilares ESG, pois asseguram a paz, estabilidade e a sustentabilidade social através da defesa da liberdade, ética, direitos humanos e desenvolvimento econômico.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Nesta perspectiva, embasada no mapeamento realizado pela assessoria técnica da Ernst & Young (E&Y), a Taurus definiu a criação de uma área interna de ESG através da contratação de uma pessoa referência para o setor na empresa. Hoje a Taurus conta com uma estrutura composta por: um Comitê ESG, constituído pela alta direção da empresa, um setor de ESG específico para tratar dos assuntos vinculados ao tema e um grupo de trabalho formado por uma equipe multidisciplinar para atuar na implantação, mapeamento de oportunidades e melhorias ESG.

Com o intuito de firmar o propósito e consolidar a cultura ESG na Taurus, a companhia elencou pilares para consolidar os temas definidos de maior importância aos stakeholders (partes interessadas). Todas as ações vinculadas ao ESG são focadas visando o desenvolvimento de pessoas, investimento em tecnologia e inovação, e engajamento em um ambiente colaborativo, resultando em comprometimento com a sustentabilidade, responsabilidade social e gerenciamento correto de todas as suas ações, se concretizando como uma empresa Estratégica de Defesa ESG no mercado.

Neste período, as ações ESG foram concentradas na estrutura de gestão, conforme citado, além da estruturação da matriz de materialidade, início da elaboração de indicadores ESG e mapeamento e quantificação de dados para preparação do Inventário de Emissão de Gases do Efeito Estufa referente ao ano de 2022.

A construção da matriz de materialidade da Taurus é recurso que prioriza os temas de maior importância à estratégia da empresa e aos stakeholders, identificando os aspectos a serem mantidos ou melhorados, possibilitando a construção de métricas e definição de indicadores ESG, os quais seguirão os modelos SASB e GRI.

Durante o 3º trimestre de 2022, foram mapeados os principais temas através de consulta ao Comitê ESG e aos stakeholders, verificando oportunidades relacionadas aos seguintes temas: Segurança, qualidade e inovação de produtos; Ética empresarial; Gestão de energia; Saúde e segurança de colaboradores; Segurança de dados; Gestão de Água; Diversidade, inclusão e engajamento de colaboradores; Gestão de Resíduos; Emissões de Gases de Efeito Estufa; Direitos humanos e relação com comunidades; Governança Corporativa; e Fornecimento de matéria-prima e insumos.

Para o Inventário de Emissão de Gases de Efeito Estufa foram considerados dados globais, do período de janeiro a setembro de 2022, relativos às emissões diretas provenientes do processo produtivo da empresa (escopo 1) e emissões indiretas em decorrência do consumo de energia elétrica (escopo 2). Durante este intervalo, foi observado que 52% das emissões de gases de efeito estufa está relacionado ao consumo de energia elétrica e 48% referente aos processos industriais, considerando uma avaliação global das informações relacionadas. Com a obtenção desses dados, é possível realizar o mapeamento de oportunidades para redução das emissões identificadas, considerando os processos de maior emissão de gases.

A partir dos resultados obtidos nesta primeira etapa, a Taurus prevê para as próximas fases de implementação do ESG ações como: o mapeamento dos dados para elaboração de indicadores referentes aos temas prioritários verificados na matriz de materialidade; avaliação da rastreabilidade de informações relacionadas aos indicadores e emissões de gases de efeito estufa; além de análise das oportunidades de melhorias para redução nas emissões de gases de efeito estufa e estruturação da Agenda ESG.

Fonte: Defesa em Foco

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here